16/04/09

Sopa paraguái - Sopa paraguaia

http://www.staff.uni-mainz.de/lustig/guarani/ http://www.cocina-guarani.com.ar/ http://www.cocinadelmundo.com/paises/paraguay/tor/7410.html
A sopa paraguaia é uma espécie de torta salgada. Não é caldo. O milho branco, cateto ou saboró (hu’itĩ), é um milho suave e com o sabor adocicado. O milho cateto é uma variedade cultivada apenas no Paraguai e em algumas aldeias indígenas da região. Não substitua o milho branco por fubá ou Milharina. Não dará certo. Está é uma receita tradicional. Oñekotevẽva jajapo haguã sopa paraguái. O que se precisa para se fazer a sopa paraguaia.
Sevói, kamby, juky, kure ñandy, kesu, kambyrypy’a, ryguasu rupi’a, avaty hu’itĩ. Cebola, leite, sal, banha, queijo curado, coalhada, ovos, farinha de milho branco. 3 sevói guasu, 3 cebolas grandes, 3 mba’yru’i apu’ã renyhẽ kamby, 3 xícaras cheia de leite, 1 kuimbe renyhẽ juky, 1 colher cheia sal, 1 mba’yru’i apu’ã renyhẽ kure ñandy, 1xícara cheia de banha de porco, 1 ñapu’ã kesu paraguái ku’ipyre, 1 prato cheio de queijo paraguaio ralado (Minas curado), 2 ñapu’ã renyhẽ kambyrypy’a, 2 pratos cheios de coalhada, 5 ryguasu rupi’a, 5 ovos, 2 ñapu’ã renyhẽ hu’itĩ, terã oikotevéva. 1 prato cheio de farinha de milho branco ou quanto precisar. Ñembosako’i - Preparação Ñambopupu sevói imbo’ipyre peteĩ kamby ha juky reheve sapy’aite. Fervemos a cebola cortada, em uma panela com leite e sal, por um instante, Upéi ñanohẽ ha jahejáta ho’ysã.
Depois tiramos e deixamos esfriar. Ambue mba’yrúpe ñamõita kure ñandy ha ñambopu morotĩporãmeve. Em outro recipiente colocamos a banha e batemos até ficar bem branca. Ko’ãga japoita ryguasu rupi’a, peteĩ teĩ, kesu paraguái iku’ipyréva ha sevói ñambopuva’ekue tenonderã kamby reheve ha kambyrypy’a. Agora colocamos os ovos, um a um, o queijo curado que foi ralado, e a cebola que fervemos antes no leite e a coalhada. Ipaha ñamõita pýpe ku’itĩ, ñambojehe’apaporã ojoehe. No final colocamos a farinha de milho branco misturamos tudo muito bem. Ñaha’ãva’erã he’ẽjukyporãpa ha jaheja topytu’u sapy’a ikatu haguãicha pe ku’itĩ oipytepaporã kamby ha mba’e. Devemos experimentar o sal e se possível deixamos repousar por um instante para que a farinha absorva bem o leite e ao outros ingredientes. Péva rire jahecháramo hatã nunga ikatu ñamõive pýpe y terã kamby. Depois disso, se vermos que a massa ficou dura, podemos colocar mais água ou leite. Ñamoka’ẽ haguã ñamõiva’erã peteĩ mba’yru pererĩme ndaipepukúivape pakova rogue reheve ha ñamoinge tatakuápe ojepytaporãmeve. Ja’ukuaa haku reheve’ũro ho’ysã rire ha’eño terã kure ka’ẽ reheve. Para assar devemos colocar em uma assadeira retangular (de bolo) forrada com folhas de bananeira e colocamos no forno até ficar bem assada. Podemos comer quente ou fria, sozinha ou com carne de porco assada.

Um comentário:

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.