22/03/10

Arte y bocabulario de la lengua guarani

http://guaraniportugues.blogspot.com/

Arte y bocabulario de la lengua guarani
Por Antonio Ruiz de Montoya
http://books.google.com/books?id=TeTs0bFG-fcC&dq=arte+y+bocabulario+de+la+lengua+guarani&hl=pt-BR&source=gbs_navlinks_s
Aparecera sempre no marcador: Montoya.
http://guaraniportugues.blogspot.com/
Transliteração para o português: Cecy Fernandes de Assis
Capítulo 5 (cont.)
Conjugação dos verbos (páginas 49 a 52)
Notas sobre a conjugação geral dos verbos ativos
Presente do indicativo - Nota 1
No presente do indicativo estão incluídos os quatro tempos presente, pretérito perfeito, pretérito mais-que-perfeito. E assim se fala de modo geral, sem partículas, deduzindo dos antecedentes o tempo em que se fala.
Kuehe aju: Veio ontem.
Ojei aha: Hoje foi.
Porém, se não se deduz o tempo usado, são utilizadas algumas partículas ou advérbios.
Pretérito imperfeito - Nota 2
Para formar este tempo usa-se a partícula viña que significa: mas, apesar de, não obstante. Mas no guarani ela denota uma imperfeição no fazer ou de fazer alguma coisa do modo que se pensava.
Ahechaviña: Vi, havia visto (mas ele não me viu).
A partícula Viña serve para formar todos os outros tempos; presente, pretérito perfeito, pretérito mais-que-perfeito. Assim:
Ahayhuviña, pode significar: Amo-o, mas ele não me ama; amava-o, mas ele não me amava; amei-o, mas ele não me amou.
Ajapo yma chéve imombe’u eỹmoveviña: Já havia feito antes que mo dissesse, mas não fiz como ele queria.
Para o Pretérito imperfeito também se pode usar advérbios.
Kuehe aipota, ãnga ndaipotári: Ontem queria, agora não quero mais.
A partícula Viña, colocada antes do verbo, se for antecedida por um substantivo ou pronome, faz o primeiro membro, ou antecedente do argumento à maiori ad minus (se serve para o maior, também serve para o menor).
Che viña avare jepe amba’apo, mbytetene nde. Pois eu que sou padre trabalho, porque tu não trabalharás?
Pretérito perfeito - Nota 3
Comumente se constrói este tempo com o advérbio rako/nako, que não é partícula, mas sim um advérbio afirmativo de coisa passada. É um presente que já foi visto ou ouvido.
Ajukarako: Matou-o, porque eu o vi.
He’irako: Disse-o, porque eu ouvi.
Ajerako: Sem dúvida é ou foi assim.
Nem sempre que o tempo for pretérito pode-se usar o advérbio rako, a não ser da maneira acima descrita.
Frequentemente se usa o advérbio rako, antecedido de algum pronome.
Cherako amombe’u: Certamente eu disse-lhe.
Cherako aha: Certamente vou.
Ao advérbio rako pode-se acrescentar a partícula viña ou outras partículas ou substantivos sobre os quais caírem a imperfeição.
Cherako ahecha ogueru viña...: Eu vi que o traziam, mas...
O Pretérito perfeito é também usado para perguntas e respostas. A partícula ra’e que é diferente de rako, este como já se disse, afirma aquilo que se viu ou ouviu, ra’e afirma algo que alguém disse e passou.
Ohópa ra’e. Oho ra’e. Foi-se? Foi (mas não se viu ir).
Ra’e denota uma boa vontade em fazer-se aquilo que se manda.
Aha ra’éne. Fiz de boa vontade.
Ahatámo ra’e. Com certeza fui eu.
Também se costuma fazer este pretérito com yma (= já).
Ajapo yma. Já fiz isto, já faço.
Quando é pretérito, quanto mais pausada é sua pronunciação, maior é a antiguidade do fato.
Ajapo yma. Há muito que fiz isto.
No presente a pausa não deve ser usada.
Ajapo yma. Já faço.
Pretérito mais-que-perfeito - Nota 4
Este tempo é suprido com o advérbio yma e o advérbio akóiramo. E com yma, só quando a oração seguinte indicar.
Ahayhu yma akóiramo. Eu já o havia o amado (então).
Ajapo yma cheko(?) mboyve. Já o havia feito antes que me mandassem, ou, faço-o agora. E co o acréscimo de viña, demonstra a imperfeição como no pretérito imperfeito.
Futuro perfeito - nota 6
Este tempo faz-se com o futuro imperfeito, acrescentado do advérbio yma, mais a posposição mboyve. Ou colocando no lugar de yma a partícula amõ.
Amano yma nde reju mboyvéne. Estarei morto quando vieres.
Amano amõ nde reju mboyvéne. Estarei morto quando vieres.
As negações se podem ver no capítulo II.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.