05/08/10

Guarani. Guyra jarýi

http://guaraniportugues.blogspot.com/
Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani

Ta'anga / Foto: José Marcos
http://br.olhares.com/andorinha_tesourinha_foto2460537.html
Guyra purahéi / Canto de pássaros:


Peteĩ pyhareve aitykuávo ka’ay taita guasúpe, omombe’u oréve, hemiaryrõnguéra, káso ymaguare, tio Luchi rembiasakue.
Uma manhã, ao encher o mate para meu avô, contou-nos, seus netos, um caso antigo, a história de tio Luiz.
Asajepyte isy ha itúva oke aja, tío Luchi vokóike oñembosako’i oho haguã ka’aguýre, tuguái jetapa rekávo, guyra hemíva ndajeko.
Uma tarde, enquanto sua mãe e seu pai dormiam, tio Luiz, de repente, foi brincar no mato, procurando tesourinha (Tyrannus savanna), dizem que é ave muito saborosa.
Vy’ápe ha hondíta ikuãre, vodóke atýra ivokópe oho ka’aguýre. Omaña opárupi; ápe, arasa rakã; amógotyo taruma (Vitex montevidensis); pégotyo tajy (Tabebuia) ha tatarẽ (Chloroleucon tortum); upépe juasy’y (Celtis pubescens). Upeichahágui hesahóma pykasúre; oha’ã ha ojapi, mokõi ombyaty, kyre’ỹme oike oikeve ka’aguýre.
Alegre e com estilingue nos dedos, um monte de bodoque no sapicuá, foi para o mato. Olhou por toda parte; aqui galho de araçá; lá tarumã; mais além, ipê, cambará, esporão de galo. Então viu a pomba; calculou e atirou, recolheu duas, rápido entrou mais para dentro do mato.
Ohecha amo yvate, ohecha peteĩ tuguái jetapa. Guyra tuichapa jepéva ha iporãrasáva, oñemboja mbegue katu oha’ã haguã ha ova ova ichugui; upéicha omuñahápe ika’arupytũ.
Olhou para cima, viu uma tesourinha. Ave muito grande e que era muito bonita, aproximou-se devagar para calcular e segui-la; continuando assim até o anoitecer.
Imandu’a sapy’a itúva ñe’ẽngue: "aníke guyra porãite ha tuichapa jepéva remuña ka’aguýre, upéva guyra ijarýi, hapykuéri rekañỹ ha ndetarováne".
De repente lembrou-se das palavras de seu pai: “Não persigas aves muito bonitas e muito grandes na mata. Essa ave é a fada do bosque, no seu rastro perdes-te e enlouquecerá.”
Pirĩndajeko oho’i tío Luchípe ha vokóike oñani hapykuerére. Juku’a ha py’a tarovápe osapukái ohopytývo kokue akã.
Dizem que um calafrio cobriu Tio Luiz e logo retrocedeu. Cansado e com o coração enlouquecido gritou, alcançando a roça.
Ohecha isy ha itúvape, ha’ekuéra angekóipe aréma oheka ichupe. Vendo sua mãe e seu pai, eles, há muito tempo, já estavam preocupados de procurá-lo.
Tío Luchi tuicha oñemondýi. Tasẽ sorópe ha oho oñañuã hogayguakuérape ha ojerure oñyrõ haguã ichupe. Upete guive opaite mitã akãhatã, asajekue iñe’ẽ rendu’ỹva.
Tio Luiz se assustou muito. Chorou muito e foi proteger-se com seus familiares e pediu perdão a eles. Desde então, na hora da sesta, vozes de todas as crianças teimosas não são ouvidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.