22/04/2010

Guarani yvágarehegua - Espaço celeste dos Guarani(s)

Constelação de Órion
http://guaraniportugues.blogspot.com/
Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.

Guarani yvágarehegua - Espaço celeste dos Guarani(s)

Site - http://www.astropar.org/html/cielodelosguaranies.html
Por Blas Servín, Gráficos: Arq. María Griselda Servín
Trabalho apresentado na sede da Sociedade Científica do Paraguai em 11/2000.
Mávapa: Prof. Gonzalo Pereira (Bolívia, Universidad Mayor de San Andrés da Paz)
Prof. Germano Afonso (Brasil, Universidade Federal do Estado de Paraná.

Mba’épa - Assunto
Como todas as culturas indígenas americanas, os guarani(s) projetam seu ambiente não céu e trata assim, até agora, de explicar as estrelas e os fenômenos celestes.
Concebem assim a terra como uma ilha ou continente que flutua em um oceano plano e infinito. Existem tantos mitos como tribos.
Astros e fenômenos astronômicos dos guarani(s)
Arandu – O que compreende a mensagem dos astros.
Arasy – Mãe do céu, cuja morada é a lua.
Kuarajy - (Ku = o; + ára = dia, luz, mundo; jy < sy = mãe, origem, fonte de onde emana algo). Morada de Tupã, Deus supremo dos guarani(s).
Mbyja ko’ẽ – Planeta Vênus, quando aparece pela manhã.
Ñanderutenonde/Ñanderuvusu – O criador de todas as coisas existentes, é invisível, puro espírito e se manifesta por meio dos fenômenos naturais: trovão, raio, fogo, etc.
Tome / Tume - dizem ser uma personagem vinda de regiões remotas que ensinou aos guarani(s) a agricultura, como organizar-se socialmente, etc.
Logo se retirou, prometendo regressar. Tome / Tume, lembra Quetzaltcoal dos astecas, Kukulkan dos maias e a Wiracocha dos Andes.
Tupã - É a forma divina e próxima ao homem. Para algumas tribos é o trovão, para outras o sol ou o semideus da chuva e do granizo.
Jasy - A lua, deusa da fecundidade, dos amores sexuais, do crescimento das plantas, é mãe das estrelas. Origem da raça ou deidade que criou a raça guarani.
Jasytata – Estrelas, luz da lua. As estrelas brilham pela luz da lua.
Jasytata guasu – O planeta Marte, onde foi a viver o espírito luminoso de Tume / Tome-, quem antes de retirar-se, prometeu que um dia se comunicaria com eles.
Yva / yvága – O céu está formado por várias capas transparentes. A última se chama pytũmba / arakañy (escuro / céu perdido), é uma região onde a luz do sol não chega.

O dia:
Ára – Dia
Ko’ẽ – Amanhecer.
Ko’ẽ mbota – Cerca do amanhecer.
Ko’ẽ ju – Inicio do amanhecer.
Ko’ẽ pytã – Amanhecer, aurora, cor rosada.
Ko’ẽ tĩ – Amanhecer limpo e claro.
Ko’ẽ soro – Quando a luz do dia rompe a escuridão.
Ko’ẽ mbama – Amanhecer definitivo.
Pyhareve – Manhã, do amanhecer ao meio dia.
Asaje mbyte – Meio dia.
Asaje – Sesta, das 13 às 15 horas.
Ka’aru – Tarde (de 15 horas ao crepúsculo.
Ka’aru pytũ – Crepúsculo vespertino.
Pytũ – Escuridão.

As Estações do ano
Os guarani(s) sabiam que depois de 12 luas cheias voltava o mesmo clima. Eles não tinham noção do ano, mas sim que em junho, ao aparecer, Eichu, Plêiades, no horizonte Leste um pouco antes do sol, marcava o regresso do ciclo agrícola e o festejam até hoje com a festa do Arete guasu.
Kuarahy ára, ára haku – Tempo do Sol (verão)
Ro’y ára – Tempo do frio (inverno)
Ama ára – Tempo da chuva


Fases Lunares:
Jasy pyahu – Lua nova
Jasy kakuaávo – Quarto crescente
Jasy renyhẽ – Lua cheia
Jasy ra’y – Quarto minguante

 
Mborevi Rape - Via Láctea, para algumas tribos, é identificada como caminho da anta. Animal noturno que sempre trilha o mesmo caminho entre sua toca e um ponto onde encontra alimentos ou água. As folhas secas pisadas, dia a dia, pela anta brilham à luz da lua. Nossos ancestrais projetavam esse caminho na a Via Láctea.
Tape Kue - Para outras tribos, a Via Láctea era o velho caminho, por onde vieram seus antepassados do espaço. Por onde um dia todos regressaremos. Para indicar-nos o caminho, os antepassados deixaram duas fogueiras, Nuvem Maior de Magalhães e a Nuvem Menor de Magalhães.


Eclipse - Jaguarete hovy - tigre azul - Era um animal mítico que vivia no céu. Em certas épocas do ano ele engolia a lua ou o sol. Ao ver este fenômenos os indígenas gritavam: - Jaguarete ho’u jasy. O tigre comeu a lua, ou: - Jaguarete ho’u kuarahy. O tigre comeu o sol. Lançavam ao espaço, flechas e pedras para que assim o Jaguarete hovy, assustado, cuspisse na lua ou no sol e assim regressasse a luz.


Eichu - Plêiades: Para os guarani(s) da região oriental as Plêiades representa uma colmeia de vespas existentes na América pré-colombiana.
Oñembyatýva - Para os guarani(s) da região ocidental, e os agrupamentos que são iguais a este grupo de estrelas. Aparece ao Leste, um pouco antes do sol, nos primeiros dias de junho. Como é época de frio, viam nesta nuvem estelar uma família indígena abraçada e tremendo de frio no céu.
A saída de Eichu ou oñembyatýva marcava a volta do ciclo agrícola, mas ou menos, como nosso Ano Novo. Nessa data as aldeias faziam uma ruidosa comemoração: Arete guasu. Era acompanhada de flautas, mimby tarara, e tambores, angu apu.


Cinturão de Órion - As estrelas que compõem este agrupamento representava uma mãe viúva, acompanhada de duas filhas, também viúvas, por causa de uma guerra. Elas choravam sua solidão no céu.
Mendare joayhu - Cúmulo estelar Híades (Touro) - Os guarani(s) batizados pelos missioneiros, viam a Virgem. Como as viam sempre juntas chamavam-lhes, o amor de um casal recém casados.


Jasy tata repoti - Merda das estrelas - Fenômeno celeste de mal augúrio, anunciava a morte de um grande chefe, mburuvicha, uma guerra, ou doenças, dali vem seu pitoresco nome.

20/04/2010

Yvagaregua ñe'ëndy / vocabulário celeste - Mbyja


http://guaraniportugues.blogspot.com/
Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.
Mbyja - (subst.) (astron.) estrela, nome dos astros luminosos que mantêm praticamente as mesmas posições relativas na esfera celeste.
 Mbyja aty. Galáxia, sistema estelar ao qual pertencem o sol e mais de bilhões de estrelas.
 Mbyja’erana. Satélite artificial.
 Mbyja huguáiva. Cometa, corpo celeste que se move em torno do sol em trajetória mais excêntrica que a dos planetas.
 Mbyja ko’ẽ. Estrela matutina, estrela d’alva, Vênus, segundo planeta em ordem de afastamento do sol, com órbita entre mercúrio e a terra.
 Mbyjakuaa. Astronomia, ciência cujo objeto é a observação e o estudo sistemático do universo sideral e dos corpos celestes.
 Mbyjamýi pytã. Planeta Marte, o quarto planeta, a partir do sol.
 Mbyjausukohára (profis.). Astronauta.
 Mbyjausurape. Órbita, caminho descrito por um astro em torno de outro.
 Mbyjava. Planeta, astro sem luz própria, que reflete a luz do sol. São oito os planetas que giram em volta do sol: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.
 Mbyja’apesã’aty. Constelação, grupo de estrelas próximas umas das outras.
 Pe ñe’ẽ ojajáiva mbyja mombyrýicha. A fala que brilha como estrela distante.

Pohã ñana Paraguaýpe ojeporuvéva mba’e guarãpa iporã


Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.

Ko kuatiahai iporã iterei. Este livro é muito bom.
http://www.unesco.org.uy/educacion/fileadmin/templates/educacion/archivos/ManualdeUsodeHierbas-Py.pdf

Mba’épa - Pohã ñana Paraguaýpe ojeporuvéva mba’e guarãpa iporã.
O que é? - Manual de uso de ervas medicinais do Paraguai
Oguereko ipype - Pohã ñana jeporu Américape ha Paraguáipe.
Conteúdo - O uso das plantas medicinais na América e no Paraguai.
Jetypeka ha kuatiajehai - Investigação e Redação: María Stella Cáceres A., Marta Machaín Singer
Tradução do espanhol para o Guarani: Arnaldo Gutierrez Acosta
Tradução para o português: Cecy Fernandes de Assis

Pehengue peteĩhã - Primera parte
Ñe’ẽ ypy - Introdução


Pehengue mokõiha - Segunda parte
Mba’épepa iporã peteĩteĩva umi pohã - Classificação das plantas em função de suas virtudes medicinais.
1. Pohã iporãva tembi’u ombojy porã haguã ñande py’ápe. - Plantas que atuam em problemas do aparelho digestivo e do metabolismo.
2. Pohã korasõmegua ha ñande ruguy okorre porã haguã. - Plantas que agem no coração, circulação e sangue.
3. Pohã iporãva ñande pire rehegua mba’asýpe . - Plantas que agem em problemas da pele.
4. Pohã iporãva ty rape ha jekuaruhápe Guarã. - Plantas que agem no aparelho urinário e genital.
5. Pohã iporãva tajygue ha kangue oajuhápe guarã. - Plantas que agem sobre os músculos e as articulações.
6. Pohã tasy mbogueha ha nervioguiguápe guarã. - Plantas que agem em doenças nervosas e dolorosas.
7. Pohã iporãva mba’asy pytu rape Reheguápe. - Plantas úteis em doenças respiratórias.
8. Pohã iporãva mba’asy oñembyaívape guarã. - Plantas que agem em processos infecciosos.


Pehengue mbohapyha - Terceira parte
Pohã ñana mbosako’i rehegua. - Preparação das plantas medicinais
Umi ygua rehegua. - Chás
• Hykuesẽva - Tisanas (chás de ervas, chá de jujo, chapuerada).
• Jaitykuáva - Infusão.
• Ojýva ytakúpe - Decocção.
• Oñemachaka ha oñemohu’ũva - Maceração.

Hykuere - Sucos.
Jahurã - Banhos.
Pire arigua - Cataplasmas.
Ojehe’a ha oñeamasáva - Unguentos.
Ahy’oheirã - Gargarejos.
Pytuhẽ rupigua - Inalações.
Tyekuepyheirã - Enemas ou lavativas.


Pehengue irundyhã - Quarta parte
Ñe’ẽ mba’asy rehegua ojeporuvéva - Termos médicos maiss utilizados.


Pehengue pohã - Quinta parte
Umi pohã ñana ojeporuvéva Paraguáipe ha mba’épepa iporã - Plantas medicinais mais utilizadas no Paraguai e suas propriedades
(Denominações unificadas pelo uso popular).
Alfavaca - Alfavaca, mangericão - (Ocimum basilicum L.; Lamiaceae).
Amargõ - Dente de leão - (Taraxacum - Dens Leonis).
Amba’y - Pau-de-lixa - (Cecropia catharinensis).
Ani - Anis - (Pimpinella anisum).
Arasa - Araça, goiaba - (Psidium guajava).
Artemísia - Artemisia - (Artemisia absinthium).
Babosa - (Aloe arborescens Mill.).
Chikória - Chicória - (Cichorium intybus).
Eneldo, hinojo - Funcho, erva-doce (Anethum graveolens).
Eukalípeto - Eucalipto - (Eucalyptus).
Granáda - Romã - (Punica granatum).
Jaguarete ka’a - Cancorosa (Baccharis trimera Less DC).
Jateí ka’a - Marcela (Stryphnodendron adstringens).
Jetyrã- Cipó-de-leite (Merremia umbellata).
Ka’arẽ - Menta, hortelã - (Mentha).
Kapi’i kati - Capim-santo, capim-cidreira (Kyllingia adorata vahl)
Karanda’i - Carandá - (Copernicia alba).
Kárdo santo - Cardo Santo - (Cnicus benedictus L.).
Kokũ - chal-chal, fruta-de-pombo (Allophyllus edulis).
Kóla kavaju - Cola de cavalo - (Equisetum arvense L.).
Kulantrijo - Avenca (Adianthum capillus-Veneris)
Kupayva - Copaíba (Copaifera officinalis).
Lino - Linhaça - (Linum usitatissimum).
Llantén - Tanchagem (Plantago major L.).
Malva - Malva (Malva sylvestris L.).
Manzanilla - Camomila (Chamomilla suaveolens).
Mburika’i - Burrinho - (Wendita Calysina).
Mburucuyá - Maracujá (Passiflora incarnata L.).
Mbyja ka’a - Hierba Lucero - (Pluchea sagitalis)
Mentruz, Mastruz, erva-de-santa-maria, mentruz-rasteiro, mastruz-miúdo (Coronopus didymus (L.) Smith.).
Ñandypa - Jenipapo (Genipa Americana).
Ñangapiry - Pitanga (Eugenia uniflora).
Narã - Laranja - (Citrus sinensis Osbeck).
Orégã, mangeróna - Orégano (Origanum vulgare L.).
Pa’irã yvoty - Alecrim-do-campo (Baccharis dentata Vell. Barroso).
Para para’i - Quebra-pedra (Phyllanthus).
Pariparova - Jaguarandy - (Piper umbellatum).
Perdudilla morotĩ - Chicória-do-campo (Hypochaeris microcephala).
Poleo - Poejo (Mentha pulegium).
Pyno - Urtiga ( Urtica dioica).
Romero - Alecrim (Rosmarinus officinalis L.).
Ruda - Arruda (Ruta graveolens L.).
(?) Salsa - (Petroselinum crispum (Mill.).
Sálvia - Salvia - (Salvia officinalis L.)
Sarsaparilla - Salsaparilha (Smilax sp).
Saúko - Sabugueiro (Sambucus nigra).
Sen, mamanga ka’a - Sena (Senna alexandrina Mill.).
Sepakavaju - Espinho-de-carneiro - (Xanthium spinosum).
Siete Sangrías - Erva-de-sangue (Cuphea carthagenensis Jacq. Macbr.).
Tapekue - Carrapichinho (Acanthospermum australe).
Tarope - Taióba, inhame-selvagem (Colocasia esculenta).
Tilo - Tília (Tilia cordata Mill.).
(?) Tomilho - (Thymus vulgaris),
Toronjil - Melissa (Melissa officinalis).
Tupicha kuratu - Vassourinha-doce (Scoparia dulcis L.).
Vervéna - Verbena - (Lippia citriodora).
Vervéna - Verbena (Verbena hybrida).
Vóldo - Boldo (Plectranthus barbatus Andrews).
Vorajẽ - Borragem - (Borago officinalis L.).
Vukarẽ, bukarẽ- Mulungu - (Erythrina crista-galli).
Ysypo milhombres - Cipó-mil homens (aristolochia triangularis).