14/09/11

Língua Guarani: tipologia e a ordem das palavras.

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. Cecy Fernandes de ASSIS

Ta'anga - Handmade book -  Dennis Yuen.
Guarani Ñe’ẽtekuaa
O guarani é uma língua que, pela sua tipologia morfológica, classifica-se como aglutinante.
É uma língua em que uma palavra pode possuir mais de um morfema, mas os limites entre os morfemas estão claramente delimitados na palavra.
De modo geral, os morfemas são invariáveis. Sua invariabilidade só é quebrada por causas fonéticas, como a harmonia nasal. Karu = comer > amongaru = fazer comer.
Em Guarani é relativamente fácil distinguir e segmentar os morfemas que compõem a palavra.
Exemplos:
1 - O-je-guero-hory-ta = será recebido
O = índice da terceira pessoa;
je =  passiva
guero = infixo dos verbos acrescentados;
hory = alegria, alegrar e na composição com guero, receber;
ta = sufixo de futuro.
2O-mo-ñe-mbyasy-uka-gui = Porque (ele) o fez lamentar-se
O = índice da terceira pessoa;
Mo = prefixo de verbo causativo*, que precede verbos intransitivos, cujo sujeito não executa por si mesmo a ação, mas  que faz executar por outro;
Ñe = passiva nasal;
Mbyasy = lamentar, deplorar, lastimar;
Uka = sufixo factitivo (causativo) que podemos traduzir por faz fazer algo ou faz executar uma ação;
Gui = sufixo de oração subordinada causal.
* Verbo causativo, também chamado factitivo, é o verbo transitivo direto (o que se liga ao complemento sem auxílio de preposição) cujo objeto se constitui de um ser que age por força do sujeito. Em outras palavras, o sujeito faz com que o objeto faça ou torne-se algo.
3 -  Nd-o-guata-porã-i = Não caminha bem.
Nd = prefixo de negação (nd ...i;
o = índice da terceira pessoa;
guata = andar, passear;
porã = bem, bom;
i = sufixo de negação (nd...i).
O Guarani tem uma ordem básica das palavras que formam uma oração:
 Sujeito + verbo + Objeto, mas essa ordem pode se alterar com bastante liberdade.
Exemplos:
  • Ha’e ojogua peteĩ kuatiañe’ẽ kuehe / Ela comprou um livro ontem.
  • Kuehe  ojogua ha’e peteĩ kuatiañe’ẽ / Ontem comprou ela um livro.
  • Peteĩ kuatiañe’ẽ ojogua ha’e kuehe / Um livro comprou ela ontem.
  • Ojogua kuehe kuatia ñe’ẽ ha’e / Comprou um livro ontem ela.

As variações da ordem das orações anteriores correspondem a sintagmas (conjunto de palavras subordinadas aos núcleos das orações), não a palavra, porque a variação relativamente livre do Guarani é de ordem constituinte (critério tipológico para a classificação das línguas do mundo de acordo com sua sintaxe).
 Com relação à ordem das palavras está língua tem restrições de mobilidade mais fortes. Dentro dos constituintes há uma ordem de palavras relativamente fixas.
Nos sintagmas nominais os determinantes: possessivos, demonstrativos, numerais e indefinidos precedem o substantivo. Exemplos:
  • Che sy / Minha mãe;
  • Amo kuatiañe’ẽ / Aquele livro;
  • Mbohapyve kuña / mais três moças;
  • Mbovy puraheiha / Poucas cantoras.
  • Adjetivos qualificativos são pospostos ao substantivo.
  • Komputadóra pyahu / computador novo;
  • Ñe’ẽ porã / Língua bonita.

A língua Guarani mantém uma simetria com respeito á ordem dos adjetivos, já que o termo antecedente precede à oração relativa. Exemplos:
  • Hory rerekóva (va = relativo) iporã / A alegria que tens é bonita;
  • Kuñataĩ oñe’ẽva’ekue hendive osẽkuri ógagui. A moça que falava com ele saiu de casa.

Os parâmetros de ordem nos sintagmas que indicam possessão alienável ou inalienável seguem a ordem de possuidor + coisa possuída e não o padrão verbo + objeto. Isto porque o Guarani é uma língua posposicional (posposições, ao contrário das preposições, em vez de precederem, elas sucedem um elemento de natureza nominal). Exemplos:
  • Yvyra rogue / As folhas da árvore;
  • Kuimba’e jagua / O cão do homem.

Mas os sintagmas que complementam um substantivo e indicam procedência ou matéria são pospostos ao núcleo. Exemplos:
  • Jukysy so’o / Caldo de carne;
  • Yvoty ka’aguy / Flor silvestre.

Seguem outros exemplos de ordem de colocação das palavras em guarani. Exemplos:
  • Ógagui / De casa;
  • Tape rupi / Pelo caminho.

As conjunções subordinantes são pospostas ao verbo da oração subordinada. Exemplo:
  • Ndojapói oikuaai’ỹ rehe / Não faz porque não sabe.

Outros exemplos:
  • Ejapókena kóva / Faz isto;
  • Ejapo porãkéna kóva / Faça-o bem;
  • Ani eretéi péva / Não diga isso;
  • Ani ere jevýtei péva / Não digas mais isto;
  • Añembyasy Che ñe’ẽgui / Arrependo de minha fala;
  • Eñeha’ã remba’apo porãmive haguã / Empenha-te em trabalhar um pouco melhor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.