06/12/2012

EU MESMO – CHETE, Conto *saami ou lapão

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS

Conto *saami
 Guarani / Português
Ohai Guaraníme: David Galeano Olivera

EU MESMO – CHETE
Che niko peteĩ tetãitujavaygua, hi’arémava ko arapýpe. / Pertenço a um antigo povo, ancestral do mundo inteiro.
Añe’ẽ peteĩ ñe’ẽ avei itujaitereíva, che ñe’ẽ teete./ Falo em uma língua antiquíssima, minha própria língua.
Aiko peteĩ yvypehẽ itujávape, ne’ĩrã aiko ambue hendápe, chéngo pe yvy memby. / Vivo em um pedaço de terra ancestral, ainda não vivi em outro lugar, sou filho dessa terra.
Péicha niko che: che añomi. Cheñoite ko yvóra tuichaitépe. /Assim sou eu: sozinho. Sozinho estou no imenso mundo.
Cheñoite, che pehẽnguekuéra aréma oje’oihague, apyta cheñoite. / Sozinho estou, minha gente partiu faz tempo, eu fiquei sozinho.
Chénte añe’ẽ, che ñe’ẽ tujaite./ Sozinho eu falo, minha antiquíssima língua.
Aguata tekove rapére, upekuévo ha’u tembi’u che ajapóva, ha hay’u e chemba’éva./ Ando pelos sendeiros da vida, comendo minha própria comida, bebendo minha própria água.
Ahai ha amoñe’ẽ aranduka che ajapóva. / Escrevo e leio meus próprios livros
 Chete ajupi yvyty oĩva che róga kupépe, chete apirakutu ysyry che róga renondeguápe. / Eu mesmo subo nos serros situados atrás de minha casa, eu mesmo pesco os peixes no córrego em frente  a ela.
Ára ha ára ajupiyvytymimi ru’ãme añepy’amongetávo, cheño, chendivevoi. / Subo diariamente no topo das colinas para pensar, meditar; sozinho, sozinho comigo mesmo.
Heta ára chepore’ ỹrõguare, ahecha ambue tapicha, oujepeva’ekue oikuaávo che yvypehẽ. / Há muito tempo, quando estive longe,  vi outras pessoas, algumas vieram a minha terra.
Chemarangatúkuri hendivekuéra. Amongaru ha amboy’u, okejepékuri che rógape. / Fui bom com elas. Dei-lhes de comer e de beber, puderam dormir em minha casa.
Ha ko’ãga... Ou jave pytaguakuéra, he’i chéva mba’épa ha’ekuaa ha mba’épa ajapokuaa. / E agora... Quando os estrangeiros chegam, dizem que o devo e o que posso fazer.
Upeichavérõ jepe che ndachejárai, chetevoi che jára, che óga jára, che tapỹime. / Assim como se eu não fosse o dono, mas eu sou o dono, eu sou o senhor, eu estou em meu lar.
Kóva niko che retã tujaite, che ru ha che sy ypykue ha ypykuéra rekoha, ha’ekuéra oikohaguépe. / Esta é minha pátria ancestral, onde meus pais e os pais de meus pais viveram e moraram.
Kóva niko che retã, che rekoha, ha ápe aiko: cheño./ Esta é minha pátria, minha terra, e aqui vivo: sozinho.
*Saami, ou lapões formam um grupo étnico nativo da Lapônia, abrangendo as regiões setentrionais da Noruega, Suécia, Finlândia e da península de Kola, na Rússia.
É um dos maiores grupos indígenas da Europa:70 000 pessoas, das quais 17 000 vivem na Suécia, 35 000 na Noruega, 5 700 na Finlândia e 2 000 na Rússia.
A língua sami ou lapão, pertencem à família das línguas fino-úgricas, grupo linguístico raro, no qual se encontram o finlandês e o húngaro.

30/11/2012

Ani che reja / Não me deixes

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / 
Guarani.Cecy Fernandes de ASSIS


Ñe’ẽpoty / Letra: Carlos Agustin Bedoya
Mbopu / Música: Miguel Alfonso
*Potyñe’ẽ nosẽiva guetéri / Poema inédito

Che ñopũ erévo, pyhare ambue, / Afligiste, dizendo-me, outra noite,
Mombyry ko’ãgui rejapitaha... / Que irás para muito longe daqui...
Nderevy’avéima, che kamba re’ẽ, / Já não te alegras mais, minha doce morena,
Mombyry rehóta repyta haguã... / Vais muito longe para ficares...
Ahendúvo upéicha nde juru oñe’ẽ, / Ao ouvir assim o que tua boca disse,
Añandu porã ko amano’imi / Senti morrer um pouquinho
Ha che kangypávo, añandu oñehẽ / E, deprimido, senti derramar
Ko che korasõme tesay ñemi. / Em meu coração uma lágrima furtiva.
Péina che ko’ãnga péina ko añesũ, / E eis-me aqui ajoelhado,
Nandejára ypýpe ajupi haguã... / Para que ao lado de Deus eleve-se...
Che rehe oma’ẽrõ, ha’e ku ikatu / Se Ele me vê, Ele talvez possa
Omoinge ne akãme, ani chereja!... / Convencer-te que não me deixes...
Tereho mbykýna, tereho ha eju, / Vai por pouco tempo, Vai e volta,
Ani che rejáti, che kamba jajái! / Não me deixes, minha gloriosa morena!
Jepe ndarekói pe ne mborayhu, / Mesmo que não tenhas teu amor,
Roipota che ykére rohayhu haguã. / Quero-te a meu lado para amar-te.

28/11/2012

Mokõi Guyra´i Letra y Música: Quemil Yambay

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.
Cecy Fernandes de ASSIS

http://www.youtube.com/watch?v=a_9UQ7YukWg

Letra y Música: Quemil Yambay
Mokõi guyra´i oikóva oñe´ẽ   / Dois passarinhos que cantam
Che róga jerére káda pytũmby / Em volta de minha casa, todas as tardes,
Kuatia mimi ijurupekuéra / Com um bilhetinho nos bicos,
Upepénte oity ha oveve jevy /  Deixam-no ali e voam outra vez.

Upéicha oiko hetaaraitéma / Ficam assim o dia todoHa upéinte oikémache kotypete / Então já entram emmeu quarto.Guyra´i mimi oñe´ẽporãva / Os passarinhos que canta bonitoHa nimbo ra´eimbo´e pyre / E certamente são adestrados.
Mokõive oguejýpe che ati´y ári / Os dois descem nos meus ombros.
Ijurupekuéra la ikuatia / O bilhete nos seus bicos,
Ome´ẽ ojuehe ha oity pe che pópe / Trocam-no entre si e deixam cair nas minhas mãos.
Che atoĩ atoĩ alee (amoñe’ẽ) haguã/ Toco e toco (o violão) para ler.
Pya´éko alee (amoñe’ẽ)  aikuaa haguã / Depressa leio para saber
La ikuatiápe mba´épa he´i / O que diz o seu bilhetinho.

Primera palabra (peteĩha ñe’ẽ) he´íva pype / A primeira palavra que diz nele
Péina amondo mokõi guyra´i, /  Que me entregam os dois passarinhos,
Umía ko hína mokõi mensajero, / Estes dois mensageiros,
Guyra´i estero imbo´epyre / Amestrados passarinhos do banhado.

“Aipota reju ikatuvovénte”. / “Quero que venhas somente quando puderes”.
Ha ku jaikuaáva ofirma hese / E sabemos quem o assinou.
Nepasiénsiamína che rehe, Mariana / Seja paciente comigo, Mariana,
Maẽráiko, che ama, nde rejapurã / Por quê, minha amada, mentiria a ti?
Ko´ẽro ndaháirõ ko´ẽ ambuérõ  /  Se não for amanhã,  outro dia irei.
Aháma jajúvo japyta haguã / Quando for, irei para ficar..



26/11/2012

Ikegua peteĩ mbo’ejára porã guarnimegua Perfil de um bom professor de Guarani

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS

“Reiméramo guarani ykére, reime avei agui tekovégui / Quando ficas do lado do Guarani, ficas também com a vida.”
Pehẽngue: Disertación: Jorge Román Gómez, El Kunumi, II Congreso Internacional de Idioma Guarani, Natalio Paraguay

1. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, nombo’éi omoñe’ẽ ha ohaihaguãnte,ohekombo’e hemimbo’e kuérape ombotuichave haguã ikatupyrykuéra. Um bom professor de guarani, na verdade, não ensina somente a ler e a escrever, ensina seus alunos a ampliar suas possibilidades.

2. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, ndoipurúi aranduka araka’eve imbo’esyrýpe… oipuru pytỹvõharamo terã omoñepyrũ haguã tekokatupyry. Um bom professor de guarani, na verdade, nunca usa os manuais em suas aulas... Usa apenas como ajuda ou iniciador de estratégias.


4. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua añetéva... Ojuhu tekoporã katupyryetépe peteĩ tembiporu tuichaitéva kuaapyhypeguarã. Um bom professor de guarani encontra nas artes expressões artísticas a grande ferramenta do aprendizado.

5. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva … Oimo’ã hekopete…Ha poguapyeténte omoporãve hekokatu. Um bom professor de guarani, na verdade... Tem seu pensamento bem feito... E constantemente aperfeiçoa sua metodologia.

6. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva … Ombohapo mbarete pe ombo’éva ha mba’erépa ombo’e. Um bom professor de guarani, na verdade... Tem bom fundamentado porque ensina o que ensina. (Aprofunda com força o que ensina).

7. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva …Mbo’ehakotýpe ha tekombo’ehápe, ovy’a, hory, hetia’e ha javy’a hendive. Um bom professor de guarani, na verdade... Na sala de aula e no curso tem bom humor, é feliz, é ameno, e se alegra com isso.

8. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva …Oheka pe mbo’ehao ha’e ombo’ehapegua oporoapytĩhaguã ñe’ẽguaranire. Um bom professor de guarani, na verdade, procura que sua escola, onde trabalha, se envolva com o guarani.

9. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, avei ojavyramo, ha katu, ohechakuaa ha omyatyrõ. Um bom professor de guarani, na verdade, também erra, mas percebe e resolve.

10. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, 
ñepỹrũhãite guive, oñemoãguĩ hemimbo’e kuéra rogayguandi, ndo’apo’iri araka’eve hembikuaakuéra. Um bom professor de guarani, na verdade, desde o principio, aproxima-se da família do aluno e nunca desfaz do saber deles.

11. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, hapombarete mborayhu hekovere, ohayhu hekove, imarangatu ha imba’eporã. Um bom professor de guarani, na verdade, faz força, ama viver, ama a vida, é sábio e solidário.

12. Peteĩ mbo’ehára (mbo’ejára) guaranimegua, añetéva, oikuaa tekombo’e guaraníme ha’eha iñe’ẽme’ẽ, hekotevẽ rupi oĩta umi katupyry ha umi joaguy, avei oikuaa ohupytytaha tuicha ñembopopegua ko tembiapópe, ha’éva hína pe tekojoja ára oguahẽtavápe. Um bom professor de guarani, na verdade, sabe que educar em língua guarani é sua responsabilidade, dele dependem todos os acertos e erros, também, sabe que o grande prêmio que obterá neste grande trabalho é conseguir a igualdade de oportunidades para o futuro.

24/11/2012

Areko kuátro (irundy) kuña Quemil Yambay

http://guaraniportugues.blogspot.com/  
Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS
Hembirekoeta: ani reñembohasyvétei che rekove. / Poligamia: Não compliques mais minha vida.

Tentei traduzir a letra ouvindo no Youtube. É um guarani com muito jopara (mistura de espanhol com português). Alguns versos não consegui uma boa tradução. Mas da para entender. Se alguém tiver a letra completa, por favor, escreva-me: cecyfernandes@yahoo.com
Areko kuátro kuña distinto pelo meme. / Tenho quatro mulheres.
Peteĩ morenaiteiñakãrangue sa’yju. / Uma morena escura com cabelos loiros.
La blanka hi’avuku. / A branca tem cabelos longos.
La trigueña ipire sa’i. / A morena tem a pele grosseira.
La ruvia ikatui fifi, mboriahu kártáicha ipuku. / A loira é chique e comprida como carta de pobre.
Aiko che tavirai, ni un momento napytãvéi / Eu vivo como um louco, em nenhum momento, consigo parar.
Ogaguápe nañe’ẽrei, mba’emo chéve ojehu. / Quando me encontro em minha casa não falo nada.
La que es la akãraku nohenduvéi avavépe, / A que é teimosa não escuta ninguém,
Adevéma almacenpe aperitivo amboy’u. / Já estou devendo ao armazém os aperitivos bebidos
La …, OJE’ENOPÁVA la HIJA, / ……. …………….?
Ha upeapema che aha ndaikatúi ajejoko. / E quando vou lá, não posso  me aguentar.
JOPE’ÚPE aguareko irundyvéva pendeha / …………..
Ha upéi che pilla la vieja ha vaikuepema oiko /   E assim me apanha a velha e as coisas vão de mal a pior.
Meno malko iformidable chendive enterovéva. / Menos mal que todas elas são formidáveis comigo.
La blanka iguenovéva, pyno’ípe cheinupã. / A branca que é a melhor, me surra com urtiga.
La morena akãpytã cheanbuepoti harreador-pe, / A morena de cabelo loiro me bate com o chicote.
Che moko’ẽ korredor-pe haimete mete cheratã. / faz-me passar toda a noite no corredor, falta pouco para eu endurecer (de frio?).
La trigueña hovatã, ndaje aipo chepopo’óta. / A morena, cara dura, dizem que me fará pular. (?)
Ndapagairamo ikuota Koreánope odevepa, /  Se não pagar sua prestação que deve ao coreano.
La ruiva oñecompleta, ogueru ikuãre hundita, / A loira, para completar, tem nos dedos um estilingue,
Ombopu chesyváre bombita, ha upéa che sujeta. /  Explode na mina cara uma bomba e assim me domina.
Alambre ha tuja ndaje hakuhapénte oso, / Dizem que arame e velho só onde esquenta, arrebenta.
Upéva cherehe la oikóva, haimete añehundi. / Assim, estou quase me acabando.
Aganáva platami, amombopa kuña hápe / Quando ganhar um pouco de dinheiro, ...?
Ko’ãnga ojogua jaguápe aguapy oñesenti. / Agora se parece a um cachorro ...

Pukarã / Piada

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / 
Guarani.Cecy Fernandes de ASSIS
Ta'anga / Imagem: © 2012 Next-Door Nature

Pukarã / Piada

Peteĩ pyhare mokõi *gua’i omonda peteĩ tuja’ípe, ha pya'éko oike hikuái ka’aguýre... Ha oĩma katu omuñáva ichupekuéra. / Uma noite, dois guairenhos roubaram um velhinho e rapidamente entraram no mato. E já começaram a persegui-los.
Ka’aguýpe oĩ heta muãmuã (ysoyndy) hendy ha oguéva. Nimbora’e umi gua’i ndoikuaaiva voí mba’épa muãmuã... Upéi peteĩ osẽ osapukái hapichápe: / No mato havia muitos vagalumes, luminosos e acesos. Havia sido que os guairenhos não conheciam vagalume.
- Pya’éke, che irũ. Ejeity yvýpe! / - Rápido, meu amigo, jogue-se no chão!
- Mba’ére piko, oporandu ichupe hapicha. / Por quê? Perguntou-lhe seu amigo.
- Ha... nderehechái piko! Ñati’ũ jepe ñande reka tesaperyrure!/ - E… Não vês? Os mosquitos nos procuram com lanternas!
*Gua’i: he’iséva téra ojeheroha guairaguakuérape. / Gua’i: é o apelido do habitante de Guairá (4° departamento de Guairá, Py).


22/11/2012

O palco e o mundo: Terra sem lei VIII: Os Guarani Kaiowá e o gozo per...

O palco e o mundo: Terra sem lei VIII: Os Guarani Kaiowá e o gozo per...: Foi recentemente encomendada pela CNA uma pesquisa sobre os índios no Brasil a uma empresa especializada no ramo, cuja metodologia é, às ve...

http://guaraniportugues.blogspot.com/

Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.
Cecy Fernandes de ASSIS

20/11/2012

Cotas. Essa converva não é sobre você Ful HD.flv



http://guaraniportugues.blogspot.com/

Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.
Cecy Fernandes de ASSIS
http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS




Mbya Guarani: autodenominação Jeguakáva Tenonde Porãngue.
Tradução para o português: Cecy Fernandes de ASSIS

Capítulo VI: Yvy Ru’u / Dilúvio

1 - Yvytenondeguakuéry oupitypáma omorã’eỹrã 1. / Todos os habitantes da terra ancestral já atingiram a perfeição.
2 – Oñembo’e porã i va’ekue, ijarakuaa2 va’ekue ijaguyje porã oóma (ohóma) oambaráre. / Quem rezou bem, quem foi sábio, quem obteve a perfeição já foram para sua futura morada.
3 – A’ekuéry voi mbojera oyvy ju3 ruparã Tupã Mirĩ4 ambápy. / Eles próprios criaram suas moradas de terra eterna na morada dos Deuses Menores.
4 – Ijarakuaa’eỹva va’ekue, ñande aryguakuérype ojeavy va’ekue oo (oho) vai ijaguyje amboae5. / Os sem sabedoria, os que transgrediram sobre Os Que Estão Acima de nós, sofreram a metempsicose (transmigração da alma humana para corpos animais ou espécies vegetais).
5 – Oime oo va’ekue guyraramo, ju’iramo, enéramo; guachúramoomondo Ñande Ru kuña omonda va’e: Ñande Ru porãkuéry ñande rekorã oeja va’ekue rupivy aéma jaiko porã i va’erã. / Há os que se converteram em pássaros, em rãs, em caracóis; Nosso Pai transformou em veado à mulher ladra: apenas vivendo segundo as normas deixadas por Nossos Bons Pais cresceremos.
6 - Karai Jeupie6 ojeavy Ñande Ru Tenondeguakuérype: Omenda ojaiche íre . Ou potáma yy: Karai Jeupie oñemboayvu7, oporaéi8, ojeroky; oúma yy, aguyje oupity e’ỹre Karai Jeupie. / O Senhor Incestuoso desobedeceu a Nossos Ancestrais: casou-se com sua tia paterna. As águas estavam por vir; o Senhor Incestuoso orou, cantou, dançou; e vieram as águas, sem que o Senhor Incestuoso alcançasse a perfeição.
7 – Oyta Karai Jeupie, kuña reve oyta; yýpy ojeroky, oñemboayvu, oporaéi. Oñembojuru9: mokõi jachy aguépy imbaraete. Ijaguyje; ombojera pindo ju ogue mokõi i va’e; akãmi opytu’u oo anguã oambáre, ikandire10 anguã. / Nadou o Senhor Incestuoso, com a mulher nadou; nas águas dançaram, oraram e cantaram. Inspiraram-se em fervor religioso, ao cabo de dois meses fortaleceram-se (espiritualmente). Obtiveram a perfeição; com duas folhas criaram uma palmeira (pindo: Butia capitata) milagrosa; nas suas ramas descançaram e logo se dirigiram à sua futura morada, para serem imortais.
8 - Karai Jeupie, Karai Joajue, a’e voi ombojera oyvy ju ruparã i Tupã Mirĩ ambáre. Oo Karai Jeupie Ñande Ru karai Tapariramo11; Tupã Mirĩ Ru Etéramo oo. / O Senhor Incestuoso, Senhor da União Impura, ele próprio criou sua futura morada de terra eterna  no paraíso dos deuses menores. O Senhor Incestuoso converteu-se em Nosso Pai Tapari; converteu-se no verdadeiro Pai dos deuses menores.

Notas
* Depois da destruição de Yvy Tenonde pelo dilúvio, todos os seres da terra ascenderam ao paraíso; os virtuosos em forma humana e os  transgressores metamorfoseados em seres irracionais.
1 - Oupitypáma omorã’eỹrã: Alcançaram a perfeição.
2 - Ijarakuaa: Tem entendimento, é obediente.
3 - Ju: milagroso, indestrutível. essa palabra pertence à mitologia e desapareceu do léxico do guarani atual.
4 – Tupã Mirĩ: Deuses menores, habitantes de Yvy Tenonde, subiram aos céus em forma humana, como os heróis divinizados.
5 – Aguyje amboae: Plenitude do desenvolvimento diferente do normal; metamorfose em seres inferiores.
6 – Karai Jeupie, Karai Joajue: Senhor Incestuoso. Jeupi significa subir e também subir para realizar cópula.
7 – Oñemboayvu: Entoam rezas.
8 – Poraéi, moraéi: Hino sagrado.
9 – Oñembojuru: Alcançar o êxtase através da oração, dança e canto.
10 – Ikandire, onẽmo kandire: Transito para a imortalidade sem sofrer a morte.
11– Tapari: pai dos deuses menores. Imprecisão na tradução. Na região de Guairá, Paraguai, a frase: so’o tapari, denomina carne de animais muito magros.


29/09/2012

Ñasaindýpe / Ao clarão do luar

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS



 Ko’ẽmbotaite che rembiayhupára / Já nasce a aurora, minha amada,

Jasy jajaipa che moyrữva hína, / Lua brilhante que me acompanha
Nde róga jerére ohesapepa / Em volta de tua casa ilumina tudo.
 "Kuchuiguyguy" péina ojupíma / Um pássaro noturno, já está pousando (Kuchiguyguy?)
Ne rovetã ári nemombáy haguã. / Em tua janela para te acordar.

Ka'aguy pa’ữ hyakuãmba pa’ỹva / No meio da selva de eterno perfume,
Pe amo mombyry hovyữmbaite,/ Lá na distante campina azul,
Ha yvytu vevúi ku ko’ẽ oguerúva / E a brisa leve, que a aurora traz,
Omoagẽ ñandéve kuarahy resẽ. / Já apressa  para nós o amanhecer.
(BIS)

Mbyjami porã ku ojajaipaitéva / Lindas estrelas, que brilham intensas,
Oje'ói kuetévo hata ombogue / Ao amanhecer apagam a luz
Peteĩ mbyja ipy'a hatãvéva / E uma, com o coração mais insensível,
Péina ojepoity ndererahase. / Está te chamando e quer te levar.
(BIS)
Ikatu porãnte ko’ẽramo ára / É bem provável que amanhã,
Aha mombyry ndajajoechavéi / Parto para longe, não nos veremos mais.
Ndéramo mbyja, che rembiayhupára / Se tu és estrela, minha bem amada
Ajovayvamíne ha aropurahéi. / Com terno beleza eu cantar-te-ei.

Taguato remiñemi / O segredo da águia

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS








Ler original em: http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/el-secreto-del-aguila-t...

Taguato ruvicha (Accipitridae)niko pe hekoverosãvéva guyrakuéra hesegua apytépe. Oikokuaa 70 ary peve haupepeve oguahẽ haguã −40 ary ohupytývo− oiporavova’erã mokõi tapégui, peteĩ. / A águia é, dentre todas as aves, a que tem maior longevidade. Chega a viver até 70 anos, mas para alcançar essa idade, − aos quarenta anos − deve escolher entre um entre dois caminhos.
Añetehápe, ombotývo 40 ary, ipyapẽ jejopy ha oku’epáma ha ndaikatuvéima oipyhy mbarete porã mymba hembi’urãva. Ijuru’apy, ipuku ha hakuáva, ikarẽ ha ojeity ipyti’a gotyo. Ipepo ituja ha ipohýi ha hague katu ipoguasupa. / Na verdade, aos quarenta anos, suas unhas estão cingidas e moles e não conseguem segurar bem forte suas presas das quais se alimenta. Seu pico, comprido e pontiagudo se curva, e aponta contra seu peito. Suas asas estão envelhecidas e pesadas e suas penas, grossas.
 Hasýma ichupe iveve. Upépe, taguato oguereko mokõi tape: omano térã ombopyahu hekove, kane’õ ha teko’asýpe, 150 ára pukukue javeve. Upeverã oveveva’erã peteĩ yvyty yvatevehápe ha opytava’erã upépe, oñembohaity peteĩ itayke ypýpe noikotevẽmo’ãihápe oveve. Ojuhu rire upe tenda, taguato oñepyrũ ombota ijuru’apy itaykére oity peve ijuru’apy. Upéi oha’ãrõva’erã okakuaajevy ichupe peteĩ ipyahúva ha upéva reheve ohekyiva’erã peteĩ teĩ umi ipyapẽ. / Já é difícil para ela voar. Então a águia tem somente dois caminhos: morrer ou renovar sua vida, em um processo cansativo e doloroso, que durará 150 dias. Ela deverá voar até o cume de uma montanha e ficar lá, em um ninho perto de um paredão, onde não tenha necessidade de voar. Depois de encontrar esse lugar, a águia deve começar a bater seu bico contra a parede até conseguir arrancá-lo. Logo esperará o crescimento de um novo, com o qual tirará uma a uma suas unhas.
Heñoijevývo ichupe ipyapẽ pyahu, umíva reheve ojehague’ova’erã. 5 jasyohasa rire osẽta haitýgui ha ovevejeýta oñembopyahu rire ha péicha, oikovéta 30aryve. / Quando as suas unhas novas começarem a nascer deverá iniciar o despenamento. Depois de passados cinco meses, irá se preparar para iniciar seu voo de renovação, assim viverá mais 30 anos.
 Umichagua mba’e ojehu ñandéve avei ñande rekove pukukuépe. Heta jevy ñaimo’ã ñame’ẽmahague ñandejehegui ikatumíva guive ñane mba’apohápe, ñande rogayguápe ha ñande rekohápe, vaicháku nahembyvéimava ñandéve mba’eve, ndaikatuiveimaha ñame’ẽ mba’eve. Ñande rekove iñipytũ ha itujásapy’a. Ñande rape hakamby ñandehegui. Ikatu ñambopyahu ñande rekove taguatóicha térã ñañeme’ẽ manóme. / Situações parecidas também nos acontecem no transcorrer de nossas vidas. Muitas vezes pensamos que já demos em nosso trabalho, família e comunidade tudo o que podíamos, parecendo como se não  mais nada o que fazer. Nossa vida fica escura e envelhecida. Nosso caminho separa-se de nós. é possível renovarmos nossas vidas como as águias ou entregar-nos à morte.
Ñembopyahu oikotevẽ, tenonderãite, ñambopytu’u ñande guata ha upeichahápe ñañemo’año peteĩ sapy’ami. Jajesarekova’erã ñandepype, ñañepy’amongetava’erã, ñañepyrũ haguã ñambopyahu ñande rekove. Upéicharõ añoite ikatúta jahekýi umi ñane pyapẽ ha ñande rague tuja ikatuhaguãicha javeve teko porãve rekávo ha jeikovejevy renonde’ávo. / A renovação precisa, primeiro, fazer uma parada na caminhada, e assim resguardar-nos por um tempo. Devemos olhar para nosso interior, fazer uma reflexão para renovar nossa vida. Somente assim será possível desprender-nos dessas unhas antigas e penas velhas e voarmos para buscar uma vida melhor e renascer.
Ha mávapa umi ñande rague ha ñane pyapẽ tekotevẽva jahekýi. Ha… peteĩ teĩ ñañeha’ãva’erã jajuhu ñande rekovépe: umíva hína umi tekopy ha jepokuaa ojokóva ñemoambue ha ñandejokuáva tembiasakuére, tekomeguãre ha kaiguerekóre ndoipotáiva jaguata tenonde gotyo. / E quais são essas penas e unhas das quais precisamos nos livrar? E... Uma a uma, devemos esforçar-se para encontrá-las em nossas vidas: são aquelas atitudes e costumes que impedem nossas mudanças, que nos amarram ao passado, à mediocridade, ao desanimo para avançar ao futuro.
Ambue rekovépe umíva ikatu ha’e pochy, jejapo térã je’apo’i, omoypytũvahapekuéra ha omoñepysãngáva ichupekuéra hembipota jehupytýpe. Ñañemboykeva’erãumi jepokuaa ha mandu’arã ñanembohasykatúvagui. Ñanesãsórõ ñane rembiasakuepohyikue ha jeiko vai rapykuerégui añoite ikatúta ñaikũmby ha ñamomba’eguasuñembopyahu. / Em outros seres, pode ser raiva, baixa ou alta estima, que encobrem a vista e complicam o alcance de objetivos elevados. Devemos abandonar costumes e lembranças que nos causem dor. Somente livres do peso do passado e do mal viver, entenderemos e apreciaremos a renovação.

22/09/2012

MARAVICHU, MARAVICHU, MBA’ÉMOTEPA...

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS


ü  Maravichu: ha’e umi ñembokupyjái ojejapóva heta mba’ére ha ñañepyrũ péicha: Maravichu, maravichu mba’émbotepa ha oha’ãrõva ñembohovái katupyry. Advinha: é uma brincadeira que usamos muito. E começa assim: O que é o que é? E para a qual encontramos uma resposta boa.
ü    Maravichu,maravichu mba’émbotepa: Ojejaityrõ ári ikarai,oñeha’arõ ikuñakuéra mbohapy. O que é o que é: Quando se joga para cima é homem, quando cai são três mulheres? Ryguasu rupi’a (ryguasu rupi’a jape, tupi’aygue ha tupi’a pytãngue) / Ovo (a casca, clara e gema).
ü    Maravichu, maravichu mba’émbotepa: Oguahẽ hóga renondépe, ha katu ndokéi. O que é o que é: Chega à frente de sua casa, mas não entra? Hasaha’i / Calçada.
ü  Maravichu,maravichu mba’émbotepa: Ipytã ha ohetũ tykuhũ hovy. O que é o que é: É vermelho e cheira tinta azul? Tykuhũ pytã / Tinta vermelha.
ü  Maravichu, maravichu, mba'émotepa: Peteĩ kuña po’i oike ka'aguýpe ha
osẽ iñakã rehe ysypo.
/ O que é o que é: Uma senhora magra entra no mato e sai com um cipó na cabeça? Ju /Agulha.
ü  Maravichu,maravichu mba’émbotepa: Oikove ypy Ýpe, oikove Ýpe, Omano Ýpe, hakatu akỹ tapia jepe. O que é o que é: Nasce no Rio, vive no Rio, morre no Rio e nem sempre está molhado? karióca / Carioca.
ü  Maravichu,maravichu mba’émbotepa: Oñemohakambyjái aike haguã. O que é o que é: Abre as pernas para enfiar? Tesairũ / Óculos.
ü  Maravichu,maravichu mba’émbotepa: Isy hovy, imemby ipytã. isy ndaipochýiva, ha imembyitarova. O que é o que é: Sua mãe é verde, sua filha encarnada, a mãe é mansa e a filha danada. Ky’ỹi / Pimenta.
ü  Maravichu maravichu, mba'émotepa: Ñapo'ẽramo hesape, okaru. / O que é o que é: Quando metemos os dedos em seus olhos, ela come? Jetapa / Tesoura.
ü  Maravichu, maravichu mba’émbotepa: Ko’ẽvo opu’ã ha pyhare oke. / O que é o que é: De manhã se levanta e de tarde dorme? Kuarahy / Sol.
ü  Maravichu, maravichu mba’émbotepa: Opo , opo , ivai ha hovyũ. / O que é o que é: Pula, pula, é feio e verde? Kururu / Sapo.
ü  Maravichu, maravichu mba’émbotepa: iñakã apu’a ha hova hũ. / O que é o que é: Sua cabeça é redonda e sua cara é preta? Japepo itakanduagui / Panela de ferro.
ü  Maravichu, maravichu mba’émbotepa: Ipire hovyũ ha ijapytu’ũ pytã. / O que é o que é: Sua pele é verde e seu miolo é vermelho? Sandia / Melancia.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Ikũre mante oguatáva. / O que é o que é: Caminha só pela sua língua? Yvymbovoha / Arado.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Peteĩ kuña sa’yju oike kotýpe ha osẽ hova pytã / O que é o que é: Uma moça que é amarela que entra no quarto e sai com o rosto vermelho? Chipa / Chipa.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Ipoty itaju ha hi’a kuarepotĩ / / O que é o que é: Sua flor é de ouro e sua barriga de prata. Mandyju /Algodão.
ü   Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Inambi rehe oguatáva / O que é o que é: Caminha por suas orelhas? Karréta / Carreta de boi.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Kuarahy osẽha gotyo, iñakãrapu’ã; kuarahy oikeha gotyo, ojayvy. / O que é o que é ao sair o sol sai, levanta a cabeça, ao entrar o sol, abaixa a cabeça? Poty kuarahyjere / Girassol.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Ijyképe hague ha mbytépe iperõ / O que é o que é: Seu lado é cabeludo e seu meio é pelado? Tape / Caminho.
ü    Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Iñakã mokõi, hesa irundy ha huguái peteĩ. / O que é o que é: tem duas cabeças, quatro olhos, um rabo? Kavaju arigua (kavaju áripi) /Jóquei.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Ijape kuarepotĩ ha ikorasõ itaju. O que é o que é: Sua casca é amarela e seu coração é de ouro? Ryguasu rupi’a / Ovo.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Ka’aguýpe oñemoña ha ýpe upéi oikove / O que é o que é: No mato se cria e depois vive na água?Yga / canoa.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Ndeha, cheha, ndeha, cheha / O que é o que é: Agora tu, agora eu, agora tu, agora eu? Py / Pé.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Jajopy ipy’ape ha okapu / O que é o que é: Apertamos a sua barriga e ele, explode? Manduvi / Amendoim.
ü    Maravichu, maravichu, mba’émotepa: Oikévo hatã ha osẽvo hu’ũ, morotĩ ha osyry / O que é o que é: Ao entrar é duro, ao sair é mole, branco e pastoso? Mbujape kambýpe / O pão mergulhado no leite.
ü  Maravichu, maravichu mba’émbotepa: Ko’ẽvo oke ha pyhare opu’ã / O que é o que é: De manhã dorme e de noite levanta?Jasy / lua.
ü  Maravichu, maravichu, mba’émotepa:Cherecháva ndachepotái ha chepurúva ndacherechái/ O que é o que é:  Quem vê não quer e quem usa não vê?Te’õryru / ataúde.