18/06/12

Ñe’ẽrape / Gramática: Ñe’ẽtéva / Verbos

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS



Ñe’ẽtéva heko’ỹva/verbo defectivo - É o verbo que não apresenta todas as formas (de tempo, pessoa, modo ou voz) do modelo da conjugação a que pertence.
Têm a conjugação imperfeita. A imperfeição verbal tem como razão principal a eufonia e a significação. Os defectivos são conjugados apenas na 3ª pessoa. Costumam formar orações sem sujeito, techapyrã/ex.:
æ  Overa, otiri, osunu, oky, opi, haku. / Brilha, relampeja, troveja, chove, para de chover, esquenta.
æ   
Ñe’ẽtéva motuichavepyre/verbosincrementados - São verbos transitivos que começam com a letra /r e n/. Nestes verbos ocorre uma epêntese ou acréscimo dos infixos /re e gue/ quando em contato com as vogais  /e, o/ das formas pronominais.
Usa-se esta fórmula:
Pronome complemento terminado em /e/ + re + verbo.
Sujeito ou pronome complemento terminado em /o/ + gue + verbo.
Os verbos incrementados mais usados são: (a)reko / ter, (a)raha / levar, (a)rahauka / enviar, (a)nohẽ / tirar, (a)rovia / crer, (a)ru / trazer e todos os que comecem com /ro/, techapyrã/ex.:
æ  Areko, rereko, oguereko. Tenho, tens, tem.
æ  Che pogueraha. Eu vos levo.
æ  Che reity, che oity ichupe. Joga-me, jogo-lhe.
æ  Che reityse yvýpe. Quer atirar-me ao chão.
æ  Che roguenohẽ pa’ãhágui. Eu tiro-te do apuro.
æ  Che rogueraha. Eu levo-te.
æ  Che roguerohoryete. Alegro-me em tua presença.
O verbo aity / jogar no chão, arremessar, é uma exceção, usa o acréscimo re e não o gue.
æ  Ha’e che rehecha. Ele leva-me.
æ  Ha’e che reruka ko mbo’erógape. Ele me fez trazê-lo a esta escola.
æ  Ha’e ñande rereko ipoguýpe. Ele nos tem em seu poder.
æ  Ha’e nde rerohory. Ele felicita-te.
æ  Jareko, roguereko, pereko, oguereko hikuái. Temos, temos, tendes, têm.
æ  Ko mba’e ñande repopo. Esta coisa faz nos dar pulos.
æ  Mba’e piko nde reru ko’ápe. O que te trazes aqui?
æ  Nde rerúko, arúva. Trazes o que eu trago.
æ  Ndogueraha hetái. Não leva muito.
æ  Ndoguerekói mba’eve. Não tem nada.
æ  Poguenohẽta tape porãme. Levar-vos-ei por bom caminho.
Ñe’ẽtéva mombykypyre/verbos restringidos - São aqueles verbos que começam por /j, ñ/. Sofrem epêntese ou redução dessas letras e das características pessoais quando precedidos de um complemento nominal ou pronominal direto.
Estes são os mais usados: ajapi / atirar, aja’o / reprender, ajapo / fazer, ajavy / errar, ajavyky / tomar / apossar, añatõi / tocar, añañuvã / abraçar, añakã’o / decapitar, añandu / visitar, añapĩ / pelar, añapytĩ / amarrar, techapy-rã/ex.:
æ  Ha’e che andu, ha’e nde andu, ha’e ñande andu. Ele visita-me, ele visita-te, ele nos visita.
æ  Ahata hasýva andu. Vou visitar os doentes.
æ  Ha’e mba’e avyky. Apossa-se do alheio.
æ  Nañande a’oi. Não nos censura.
æ  Nande apiri piko. Não te feriu?
æ  Ñaneñuvã. Cobre-nos.
æ  Oho guyra apivo. Foi caçar pássaros.
æ  Oñapyty ichupe. Amarra-lhe, ata-lhe.
æ  Ou che andúvo Visitou-me.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.