19/09/12

Ani reñeme’ẽ / Não te rendas De: Mario Benedetti

http://guaraniportugues.blogspot.com/ 
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani.
 Cecy Fernandes de ASSIS


Ani reñeme’ẽ, ikatu gueteri / Rehupyty… ha reñepyrũ jevy / Emoneĩvo iñipytũva nde rekópe / Eñotỹvo umi ndekyhyjeha /Epoívo mba’epohýigui /Revevejeývo. / Não te rendas, ainda há tempo / De alcançar e começar de novo, /Aceitar tuas sombras, / Enterrar teus medos /Soltar o lastro, / Retomar o voo.


Ani reñeme’ẽ, ani nekangy, / Jepémo ro’y nderapy, / Jepémo kyhyje ndesu’urasy,
Jepémo kuarahy oñemi, / Jepémo yvytu okirir’ĩ, / Oĩgui  gueteri tata ne ángape / Oĩgui  gueteri pytuhẽ nde kerayvotýpe. / Não te rendas, por favor, não cedas, /Ainda que o frio queime, /Ainda que o medo morda, / Ainda que o sol se esconda, / E se cale o vento, / Ainda há fogo na tua alma. /Ainda há vida nos teus sonhos.


Eipe’a okẽ, / Ehekýi mba’embotyha, / Eheja ogapy neñongatuva’ekue, / Emoingo nde reko ha embohovake apañuãi, / Eñemomba’ejevy pukáre, / Eñeha’ã ha epurahéi. / Emboguejy nde jyva oñorairõséva ha eipyso nde po / Embosako’i nde pepo / Ha eñeha’ãjevy, / Egueroayvu nde rekove ha eñemomba’e arapýre. (Verbos da tradução no imperativo) / Abrir as portas, / Tirar as trancas, /Abandonar as muralhas que te protegeram, / Viver a vida e aceitar o desafio, /Recuperar o riso, / Ensaiar um canto, / Baixar a guarda e estender as mãos /Abrir as asas / E tentar de novo / Celebrar a vida e retomar os céus.

Ani reñeme’ẽ, ani nekangymi, / Jepémo ro’ynderapy / Jepémo kyhyje ndesu’urasy, / Jepémo kuarahy oñemi ha yvytu okirir ĩ ,/ Oĩgui  gueteri tata ne ángape, / Oĩgui  gueteri pytuhẽ nde kerayvotýpe / Ára pyahuhe’iségui ñepyrũ jevy. /Ko’ãga ha’égui pe aravoite. / Nereiméigui ne año ha cherohayhúgui… Não te rendas, por favor, não cedas, /Ainda que o frio te queime, /Ainda que o medo te morda, /Ainda que o sol se ponha e cale o vento, /Ainda existe fogo na tua alma, / Ainda existe vida nos teus sonhos / Porque cada dia é um novo começo, / Porque esta é a hora e o melhor momento / Porque não estás sozinho, porque eu te amo.

 MarioBenedetti niko heñóikuri Paso de los Toros, Takuarembo; Uruguay retãme, ára 14 jasyporundy ary 1920-pe; ha omanókuri Táva Montevideo, Uruguay retãme, ára 17 jasypo ary 2009-pe. Mario Benedetti nasceu na cidade Paso de los Toros, Takuarembo, Uruguai em 14/09/1920; e morreu na cidade de Montevidéu, Uruguai, em 17/05/ 2009.

Um comentário:

  1. Cecy, gostei tanto do teu blog que usei uma parte dessa poesia do grande Benedetti pra ilustrar uma postagem no meu blog, que é integracionista e defende uma América Latina livre e soberana. Discuto muitas coisas lá, principalmente mídia e política, mas também gosto de postar música e cultura do nosso continente, de vez em quando.
    Visite-me quando puder! (http://salafehrio.blogspot.com.br).

    ResponderExcluir

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.