17/09/12

Pehenguẽ e 3 - Ka’a mombe’upy / A lenda da erva mate

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS


Versão para o Guarani - Lino Trinidad Sanabria

Upeichaháguinte, hesaho sapy’a pe imborayhúre. Ohecha oguapy, ojepy’amongetahina, peteĩ itavera guasu ári, pe yrembe’ýpe. Omosãingo mokõivéva ipy onembosaráiaja pe y apenu rysýi sa’íre; pe hova ndojekuaái, omo’ãgui hi’áva hũ apesỹiypytũme. / De repente, ela viu o seu amado. Viu-o sentado e pensando, sobre uma luminosa pedra na margem do rio. Com os dois pés suspensos, brincando com a água e as pequenas ondas; O rosto dele não se via, coberto pelo seu cabelo negro e liso e espesso.
 Kuarahy rata onembosarái vaicha umi yvyra rakã rogue apytépe ha opyryrỹi vaicha umi itavera guasu apére. Pe Avare rete ra’anga ojepysóva henondépe ojopégui ichupe kuarahy hapykuéguio, ha’ete vaicha tuichavéva pe yrembe’ýpe. Upépe oĩ, kirĩrĩ ha py’añemongeta pypukúpe. / Os raios do sol pareciam brincar entre os galhos das árvores e dar voltas sobre as pedras brilhantes. A sombra do Pa'i Mbyá que se entendia em sua frente, parecia projetar-se até a margem do rio. Ali estava ele, calado e profundamente absorto.
Ndojesaupírinte jepe Ka’a rehe... Ndoikuaáiguirei mba’épa ojapóta pe mitãkuña ha jahechápa nombyetia’éi pe Avarépe ijehe. Oñemoĩ ojeroky ha opurahéi henondépe. Oñemokonívoi ijukyve haguãicha, ku ohetera’ã haguãicha pe kuimba’épe. / Sem levantar o olhar para Ka'a. A moça não sabia o que fazer para chamar a atenção do sacerdote. Começou a dançar e a cantar na frente dele. Ela contorcia-se de modo mais atrativo, para ver como chamar a atenção dele.
Upéichaoĩhágui hina, ojesaupi sapy’a Ka’a rehe. Ha ndogueroviaséi umi hesa ohecháva. Mba’eporãite araka’eve ohecha’ỹva gueteri hekovépe. Noimo’ãi oĩne haguã peichaite peve kuña oipy’ara’ãva ichupe ko arapýpe. Ha okañysemo’ã upégui; haimetete osẽ oñani ha’eñorei pe ka’aguýre. Ha’ete vaicha ku oñepohanóva upe jave. / Assim fazendo, olhou logo para Ka’a. E não quis acreditar naquilo que via. Era a coisa mais linda jamais vista em sua vida. Não imaginava que uma mulher lhe trastornasse até esse ponto. E pensou Dava-lhe um desejo tão incontido. E quis fugir dali; quase quis sair correndo solitário pela mata. Sentia algo assim como um feitiço nesse momento.
Ombotavýtavaicha ichupe pe kuña rete morotĩ kyrỹi ojepyso ha oña’yñavaicha pe kuarahy mimbípe. Sapy’ánte ha’ete vaicha tatarendýntemavoi pe ohecháva; ohapývaicha ichupe ine’ã mboypýri pe mbyja kypy’y rata iñapenu kunu’ũva henondépe. / Enlouquecia-o o corpo branco e terno dessa jovem que se esticava e encolhia na luz resplandecente do sol. Por um momento, parecia-lhe que ele via somente uma labareda; como lhe queimando dentro do coração; parecia estrela rutilante que se onduava carinhosamente diante de si.
 Upéicha oĩ hágui hikuái, peteĩ araveráicha, pekaria’y opo ha oguahẽ ichupe. Oñembo’y mbarete henondépe. Ha omaña porã umimokõi hesáre. Upe jave peteĩ tesakuaguyry ojapokói hese ha ho’áta vaicha peteĩ yvykua pypukúpe. Ha’ete vaicha ndaikatúiva oñembo’y pe Tupã rembiapokue porã paha renondépe. / De repente, como um raio, o jovem pulou e chegou perto se colocou com firmeza diante dela. E olhou-a fixamente nos olhos. Então um desvanecimento tocou-o como se caisse em um profundo poço. Ele não conseguia ficar parado diante dessa bem acabada obra de Tupã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.