29/09/12

Taguato remiñemi / O segredo da águia

http://guaraniportugues.blogspot.com/
 Dicionário Guarani / Português, Português / Guarani. 
Cecy Fernandes de ASSIS








Ler original em: http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/el-secreto-del-aguila-t...

Taguato ruvicha (Accipitridae)niko pe hekoverosãvéva guyrakuéra hesegua apytépe. Oikokuaa 70 ary peve haupepeve oguahẽ haguã −40 ary ohupytývo− oiporavova’erã mokõi tapégui, peteĩ. / A águia é, dentre todas as aves, a que tem maior longevidade. Chega a viver até 70 anos, mas para alcançar essa idade, − aos quarenta anos − deve escolher entre um entre dois caminhos.
Añetehápe, ombotývo 40 ary, ipyapẽ jejopy ha oku’epáma ha ndaikatuvéima oipyhy mbarete porã mymba hembi’urãva. Ijuru’apy, ipuku ha hakuáva, ikarẽ ha ojeity ipyti’a gotyo. Ipepo ituja ha ipohýi ha hague katu ipoguasupa. / Na verdade, aos quarenta anos, suas unhas estão cingidas e moles e não conseguem segurar bem forte suas presas das quais se alimenta. Seu pico, comprido e pontiagudo se curva, e aponta contra seu peito. Suas asas estão envelhecidas e pesadas e suas penas, grossas.
 Hasýma ichupe iveve. Upépe, taguato oguereko mokõi tape: omano térã ombopyahu hekove, kane’õ ha teko’asýpe, 150 ára pukukue javeve. Upeverã oveveva’erã peteĩ yvyty yvatevehápe ha opytava’erã upépe, oñembohaity peteĩ itayke ypýpe noikotevẽmo’ãihápe oveve. Ojuhu rire upe tenda, taguato oñepyrũ ombota ijuru’apy itaykére oity peve ijuru’apy. Upéi oha’ãrõva’erã okakuaajevy ichupe peteĩ ipyahúva ha upéva reheve ohekyiva’erã peteĩ teĩ umi ipyapẽ. / Já é difícil para ela voar. Então a águia tem somente dois caminhos: morrer ou renovar sua vida, em um processo cansativo e doloroso, que durará 150 dias. Ela deverá voar até o cume de uma montanha e ficar lá, em um ninho perto de um paredão, onde não tenha necessidade de voar. Depois de encontrar esse lugar, a águia deve começar a bater seu bico contra a parede até conseguir arrancá-lo. Logo esperará o crescimento de um novo, com o qual tirará uma a uma suas unhas.
Heñoijevývo ichupe ipyapẽ pyahu, umíva reheve ojehague’ova’erã. 5 jasyohasa rire osẽta haitýgui ha ovevejeýta oñembopyahu rire ha péicha, oikovéta 30aryve. / Quando as suas unhas novas começarem a nascer deverá iniciar o despenamento. Depois de passados cinco meses, irá se preparar para iniciar seu voo de renovação, assim viverá mais 30 anos.
 Umichagua mba’e ojehu ñandéve avei ñande rekove pukukuépe. Heta jevy ñaimo’ã ñame’ẽmahague ñandejehegui ikatumíva guive ñane mba’apohápe, ñande rogayguápe ha ñande rekohápe, vaicháku nahembyvéimava ñandéve mba’eve, ndaikatuiveimaha ñame’ẽ mba’eve. Ñande rekove iñipytũ ha itujásapy’a. Ñande rape hakamby ñandehegui. Ikatu ñambopyahu ñande rekove taguatóicha térã ñañeme’ẽ manóme. / Situações parecidas também nos acontecem no transcorrer de nossas vidas. Muitas vezes pensamos que já demos em nosso trabalho, família e comunidade tudo o que podíamos, parecendo como se não  mais nada o que fazer. Nossa vida fica escura e envelhecida. Nosso caminho separa-se de nós. é possível renovarmos nossas vidas como as águias ou entregar-nos à morte.
Ñembopyahu oikotevẽ, tenonderãite, ñambopytu’u ñande guata ha upeichahápe ñañemo’año peteĩ sapy’ami. Jajesarekova’erã ñandepype, ñañepy’amongetava’erã, ñañepyrũ haguã ñambopyahu ñande rekove. Upéicharõ añoite ikatúta jahekýi umi ñane pyapẽ ha ñande rague tuja ikatuhaguãicha javeve teko porãve rekávo ha jeikovejevy renonde’ávo. / A renovação precisa, primeiro, fazer uma parada na caminhada, e assim resguardar-nos por um tempo. Devemos olhar para nosso interior, fazer uma reflexão para renovar nossa vida. Somente assim será possível desprender-nos dessas unhas antigas e penas velhas e voarmos para buscar uma vida melhor e renascer.
Ha mávapa umi ñande rague ha ñane pyapẽ tekotevẽva jahekýi. Ha… peteĩ teĩ ñañeha’ãva’erã jajuhu ñande rekovépe: umíva hína umi tekopy ha jepokuaa ojokóva ñemoambue ha ñandejokuáva tembiasakuére, tekomeguãre ha kaiguerekóre ndoipotáiva jaguata tenonde gotyo. / E quais são essas penas e unhas das quais precisamos nos livrar? E... Uma a uma, devemos esforçar-se para encontrá-las em nossas vidas: são aquelas atitudes e costumes que impedem nossas mudanças, que nos amarram ao passado, à mediocridade, ao desanimo para avançar ao futuro.
Ambue rekovépe umíva ikatu ha’e pochy, jejapo térã je’apo’i, omoypytũvahapekuéra ha omoñepysãngáva ichupekuéra hembipota jehupytýpe. Ñañemboykeva’erãumi jepokuaa ha mandu’arã ñanembohasykatúvagui. Ñanesãsórõ ñane rembiasakuepohyikue ha jeiko vai rapykuerégui añoite ikatúta ñaikũmby ha ñamomba’eguasuñembopyahu. / Em outros seres, pode ser raiva, baixa ou alta estima, que encobrem a vista e complicam o alcance de objetivos elevados. Devemos abandonar costumes e lembranças que nos causem dor. Somente livres do peso do passado e do mal viver, entenderemos e apreciaremos a renovação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguyjevete ne ñe'ë. Obrigada pelo teu comentário.